Receba atualizações por Email

domingo, 18 de setembro de 2011

Violência nas escolas: um desafio para a docência


Marcia Soares da Silva*

No atual momento histórico em que vivemos, a humanidade tem pressa para tudo, as pessoas andam bem mais estressadas do que antigamente, hoje em dia precisamos trabalhar muito e quase sempre “correr contra o tempo”. Mas este não é o único motivo para o crescente aumento da violência, que acaba se refletindo na escola, através das crianças e dos adolescentes, que praticam tanto a violência verbal, quanto a violência física, sem muita consciência dessa prática.
Antes de a criança demonstrar um ato de violência na escola, ela acaba sendo vítima. Hoje qualquer criança, seja em casa, seja nas Lan house, podem ter acesso à internet e a jogos violentos, que são os preferidos, principalmente dos meninos, que passam, se permitido, o dia inteiro jogando sem se entediar.
Aos filmes que contêm cenas de violência e outras cenas proibidas para menores, também fazem parte da lista de preferência da maioria das crianças e dos jovens. Se observados com atenção, alguns desenhos animados representam lutas, guerras e atos violentos, que dependendo da criança, pode ser afetada e influenciada a agir com atitudes parecidas ou iguais.
Outro caso que pode ser fator de influência é o ambiente em que a criança ou adolescente estão inseridos, que pode ser um ambiente, no qual seus familiares tem a violência com parte integrante de seu cotidiano, agindo assim para resolver questões do dia a dia. Situações em que a criança é tratada sem respeito algum a sua integridade, também podem ser considerados fator desencadeante para a violência. As crianças enxergam estas situações como naturais e vão reproduzir no momento em que tiverem alguma problemática para resolver.
O mundo atual enfrenta diversas dificuldades, tais como a grande desigualdade social que envolve os povos, desigualdade socioeconômica e outros tantos problemas. Problemas estes que acabam trazendo como consequência outros problemas, como a violência.
A violência, atualmente, parece fazer parte do cotidiano de algumas pessoas, que tratam umas as outras de forma verdadeiramente abominável, ela vem se tornando um modo de viver, não mais, somente nos bairros de periferia, mas em todos os contextos

*Acadêmica do 8º semestre do curso de Pedagogia Licenciatura da Universidade Federal do Rio Grande – Furg

Um comentário:

Buldogue disse...

Prezada Márcia,
Parabéns pelo seu texto, o qual é muito oportuno, servindo-nos de reflexão sobre nosso comportamento no sei familiar, por onde começa a formação das crianças e adolescentes.
Uma chamada de atenção para todos, é o comportamento nas redes sociais, ou seja, nossas respostas ou posições expressadas sobre determinado comentário ou ponto de vista dos outros. Não somos obrigados a acatar, concordar com opiniões alheias, porém, no sistema democrático, no mínimo, temos que opinar, responder de forma educada e cordial, sem ofender as pessoas.
Mais uma vez, obrigado e parabéns pela matéria.