Receba atualizações por Email

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

AI DE TI CATAGUASES

Washington Magalhães
 
Quando se fala em política em Cataguases, e também por esse Brasil afora, não existe outro raciocínio senão apresentar denúncias e atacar aqueles que tomaram assento no poder. Acho justo esta postura. Mas poucas vezes vemos alguém dando uma sugestão que possa somar na continuidade da vida comunitária. Quanta coisa pode ser feita com pequenas atitudes, com pequenos gestos. 

Eu vejo reunião de estudantes nas praças da cidade e logo quando deixam os locais resta um rastro de sujeira. São copos de refrigerantes, papéis de balas, latinhas de alumínio, lixo, muito lixo. 
QUE VERGONHA
Na Chácara Dona Catarina a coisa ainda é mais acentuada. O cara está sentado ao lado de uma lixeira, com a cabeça encostada nela, e mesmo assim, joga o papel e palito de picolé no chão. Chupa laranjas ou outra fruta qualquer e joga os bagaços no chão. Uma vergonha. Total falta de postura. Falta de cidadania. Até mesmo em festas religiosas, quando ocorrem nas praças, o que se vê logo após o evento, é um mar de sujeira. 
São esses pequenos gestos que ajudam a delinear a nossa realidade. Não haverá prefeito que dará jeito nisso. Somos nós mesmos. A família está cada vez mais ausente. 
Os pais deixam para os professores (coitados, tão mal remunerados!)o dever de casa que é deles. Sem trocadilhos.
 Os políticos de oposição, não tendo o que sugerir, até mesmo para não municiar os políticos da situação com idéias, optam por denunciar as coisas mais visíveis para que seus gritos ecoem mais fortemente. Iguais os políticos que preferem as obras visíveis para que sejam vistas, relegando a planos posteriores aquelas que ficam enterradas nos subterrâneos ideológicos e que não serão convertidas em votos. 
PARA QUE SERVE O ESTADO?
E assim caminha a cidade, o Estado, o país. E por falar em Estado, para que serve o Estado? Poderia ser só município e o Poder Central. Eliminar o Estado é um estágio que poderia trazer grandes benefícios para todos nós. Vai aí essa sugestão.
E CATAGUASES ?
 Mas, voltando aos problemas de Cataguases, o que a cidade mais precisa? Temos que abrir um espaço para que as sugestões sejam dadas. Está faltando neurocirurgião? Tá. Tem gente morrendo por esse motivo. O pessoal do ensino está insatisfeito? Tá. Com a aproximação do período de chuvas, podemos questionar os administradores se estamos preparados para mais uma enchente.
Mas Cataguases tem que ser pensada para períodos médios e de longos prazos. Por exemplo: onde vão estacionar os carros que a cada dia aumenta sua quantidade pelas ruas da cidade? E o tráfego? Do jeito que está indo a qualquer hora vaiparar tudo. Já está mais do que na hora de se tomar atitudes administrativas para estancar esse avanço.
ACESSIBILIDADE ?
 Outra coisa que a cidade está esquecendo é a questão da acessibilidade. Parece que quando se chega ao poder, e, por consequência, passa-se a andar somente de carro, os problemas dos pedestres são relegados a planos secundários. Os administradores não andam a pé. Não se espremem nas calçadas estreitas das pontes sendo desrespeitados em dias de chuva com jatos de poças d'água que os  condutores de veículos motorizados projetam sobre nós.
 Não pisam em cocôs de cachorros que a cada dia aumenta pelas ruas da cidade. Além dos cães vadios de outras cidades que são "despejados" nos limites de nosso município. Não conhecem os desníveis de nossas calçadas onde cada proprietário constrói a seu bel prazer. Eles precisam de andar a pé pela cidade para sentirem os dramas de nós, míseros mortais.
E A JUVENTUDE?
Nossos jovens abandonam a cidade em busca de empregos e novas oportunidades num êxodo jamais visto. É preciso conter essa evasão. Parte de nossa juventude está cada vez mais chafurdando nas drogas e as medidas são cada vez menos positivas. É preciso repensar Cataguases. É preciso agir agora como se fosse o futuro. Em casos emergenciais como esses da droga as ações têm que ser imediatas. E não é só com repressão policial. É preciso competência para esse combate. Não cabe à polícia essa questão que é de saúde pública. O tempo do "prendo e arrebento" já passou. É preciso amor e eficiência. São nossos jovens que estão aí enchendo clínicas psiquiátricas e celas de presídios. Será que somos tão incompetentes para não termos nenhuma solução para um caso que é de todos?

3 comentários:

Alberto disse...

Washington Magalhães "RESGATA" o blog do Edson Campos, parabéns falta Alfredo Loureiro e Zeca Junqueira no blog!

Gustavo disse...

Washington Magalhães você estudou na Universidade de Oxford? Seus texos são ótimos.

SOCORRO POLÍTICOS disse...

Voos do modernismo Cataguases, que abriga obras do principal movimento cultural brasileiro do século 20, corre risco de ver parte de seu acervo vendida, como ocorreu com painel de Portinari. Publicação: Deu na pagina da www.uai.co​m.br de sabado 22/10/2011