Receba atualizações por Email

sábado, 22 de outubro de 2011

Contrabando de lixo


No mundo globalizado de hoje, até lixo vira contrabando, e parece mentira, mas termina colocando dinheiro no bolso de alguns que não se preocupam com as consequência que podem advir da importação de lixo hospitalar, que certamente está infectado e passível de transmissão de doenças àqueles que, inocentemente, terminam adquirindo produtos que podem ser confeccionados com esse material.
Em Pernambuco, como exemplo, foram encontradas e apreendidas várias toneladas de lixo hospitalar exportado pelos Estados Unidos e, certamente, adquirido por receptadores brasileiros como "mercadoria normal".  São tecidos (lençóis e fronhas), entre outros, apresentando manchas de sangue e descartados por hospitais norte-americanos que tiveram como destino o Brasil, assim como  contêineres apreendidos no porto local em que cujo interior foram detectados lixos, embora as guias de importação determinassem a carga como insumos industriais.
Assim como só existem ladrões porque, paralelamente, existem também os receptadores, o mesmo se pode dizer para absurdos como a remessa de lixo. Esse material somente pode chegar ao Brasil ou a qualquer outro país dos chamados subdesenvolvidos ou emergentes, porque existem empresários que se prestam, certamente com respaldo financeiro, a receber tal mercadoria, livrando os exportadores desse terrível problema ambiental, enquanto "gente nossa" se encarrega de dar fim ao lixo, enterrando ou incinerando aqui dentro do Brasil.
Vez por outra, a fiscalização consegue apreender esse tipo de mercadoria em portos brasileiros, mas quanto lixo contaminado ou, quem sabe, outros produtos "podres" conseguem passar pelo crivo e terminam sendo utilizados como material de consumo ou jogados de maneira camuflada em lixões públicos?
Manchete salienta que o governador Eduardo Campos tenta reverter o indicativo negativo que o lixo hospitalar pode gerar sobre dezenas de indústrias têxteis do Estado por culpa exclusiva desses receptadores  que se prestam a esse tipo de transação. Esse trabalho deveria contar, também, com a adesão do governo federal, através dos ministérios competentes, e especialmente o responsável por políticas de proteção ao meio ambiente, pois não é possível que se admita que industriais honestos, que geram empregos e impostos aos cofres do estado e da Nação, possam ser afetados pelo crime de alguns poucos criminosos que se prestam a esse tipo de importação, com o objetivo de auferir lucro fácil.
O governador de Pernambuco está criticando a fiscalização aduaneira norte-americana que permitiu a saída de contêineres com lixo para o Brasil e, com certeza, permite também a "desova" para outros países.
Por Moacir Rodrigues
AGORA

7 comentários:

Pedro disse...

PEDRO DA CAIXA VEM AI E O CANDIDATO A PREFEITO PELO PSB.HONESTIDADE PURA.VAMOS CONFIAR.

Marcelo Silva Cruz - Granjaria - Cataguases disse...

Conheço o Pedro da Caixa faz anos e sei que ele está do lado do povo. Meu voto é seu Pedro. Candidate-se e vai ter o meu apoio e o da minha família.

André Mello disse...

Precisamos de gente como o Pedro da Caixa na Prefeitura. Eu apoio.

carlos Roberto disse...

Pedro da caixa,Edson Campos,Professor Sergio,Marco Antonio,Pequeno,Tarcisio,Loureiro,que grupo,valha-me São Benedito

PC do B triplica filiados com PT no poder disse...

Sou filiado a esse partido com muito orgulho. Um partido com 90 anos de história de lutas em defesa do Brasil. Hoje defendemos um projeto nacional de desenvolvimento pro Brasil. defendemos tbm o Governo Dilma. VIVA O SOCIALISMO!!

Anônimo disse...

PEDRO DA CAIXA CANDIDATO, CEZINHA ETERNO CANDIDATO, GERALDINHO CANDIDATO,PEQUENO CANDIDATO, OPOSIÇÃO TODA DIVIDIDA............WILLIAN REELEITO. Se não formarmos uma frente de oposição aparando algumas diferenças este governo mediocre, mesquinho que quem determina o que deve ser feito ou não, são pessoas de fora da nossa cidade, vai continuar a engordar os bolsos dos mesmo, e o povo.....
tadinho do povo...............

Vanderley - Granjaria

Washington Magalhães disse...

Sim, Cataguases existe!
Edson
Há muito que estou para escrever em seu blog. Na verdade me ausentei porque estava me chateando com o que vinha acontecendo. Era gente escrevendo e pondo o nome alheio sem o menor constrangimento. Preferi me ausentar. Mas confesso que seu blog era o mais democrático espaço para expressar nossas opiniões.
O que me faz voltar a escrever é a necessidade que tenho de resgatar esse espaço e chamar a atenção para o fato de que o ano está acabando e em breve estaremos em pleno embate político quando cuidaremos de traçar os rumos de nossa cidade. E, pelo que venho observando, pouca coisa está acontecendo nesse sentido. Nunca vi pasmaceira política como essa. O único que se apresenta como candidato é o Cesinha. Mas, convenhamos, ele é bem fraquinho para a chefia do Poder Executivo de Cataguases. Ainda não apareceu ninguém que nos alentasse. É bem a escola política de nossos candidatos ultrapassados. Aqueles que "não cagam e nem saem da moita". E assim ficam na esperança de que se não houver ninguém eles "vão para o sacrifício". Quá! Quá! Quá!
É hora de se abrir um novo espaço para um debate mais amplo. Não podemos ficar fazendo oposição somente nos erros da situação. Eu quero mais é que os atuais administradores acertem. Só que tenho outros projetos para Cataguases. Não só projetos remendos mas propostas para um futuro a curto, médio e longo prazos. Vamos discutir e conhecer as sugestões que nossa gente tem. Eu acredito em nossos homens públicos. Eles não estão contaminados eticamente. Cataguases ainda conserva o lema de "terra de gente boa". E a honestidade faz parte desse slogan.

Washington Magalhães
8848-7502