Receba atualizações por Email

sábado, 26 de novembro de 2011

CADÊ A FIGUEIRA QUE ESTAVA ALI?

Tenho assistido ao abate de uma velha figueira que fica nas proximidades da Rodoviária. Uma árvore majestosa que está ali há algumas décadas. Bem irrigada, com seus galhos fortes, folhas verdes, uma beleza de árvore. De repente as motosseras entram em cena e iniciam o desbaste, transformando em pequenas toras aquela que dava sombra e beleza ao local. 

Com todas essas preocupações ambientais que temos por aí não me resta ou alternativa senão acreditar que a velha figueira teve autorização para ser abatida. Abatida no toco. Não sei que mal ela estava causando. Deve haver uma razão para tal procedimento. Tampouco tenho conhecimento do risco que ela provocava. O que era visível era a refrescante sombra que a gigantesca árvore propiciava. Ali, sob sua sombra, muitos encontros de areeiros aconteceram. Pescadores usufruíam dos benefícios de sua presença. Tanta coisa boa acontecia sob a velha figueira. 

Agora ela não existe mais. Foi-se, arrebatada por impiedosas motosseras que transformam em lenha um ser vivo que levou anos, décadas, para chegar ao estágio em que ela se encontrava. Não há mais nada a fazer. Só lamentar e chorar ante tamanha indiferença. Mesmo que alguma autoridade reconheça que isso foi um crime ambiental já não há mais tempo para salvá-la. O que queremos é a árvore. Não nos satisfaz punição dos responsáveis, nem multas indenizatórias. A velha figueira jaz em toras à beira do Rio Pomba. Uma pena. 

WASHINGTON MAGALHÃES

8 comentários:

Jose Cardoso dos Santos disse...

o problema é que estas toras estão sendo levadas para um sitio de uma pessoa da prefeitura que já vez um curral e cercas com estas arvores.Enfim fazer o que,cem anos para nascer e um dia para morrer.É o retrato do descaso.A policia florestal não vai contra a prefeitura.Estamos a mercê dos imcopetentes

Alfredo Loureiro disse...

Prezado Sr Washington Magalhães.
Hoje fui a rodoviaria,e tive a curiosidade de observar a figueira motivo de seu texto.
Pois bem,ela continua lá,mutilada é verdade,mas estou seguro que ela se recompora,porem o motivo do corte de varios galhos,me parece de ordem eletrica,na minha modesta opinião,liberaram os fios.O importante é que a figueira lá esta,talvez meia chateada,mas ela VOLTARA.

Jose Cardoso dos Santos disse...

A opinião do Alfredo Loureiro não pode;se levar em conta porque ele agora já esta fazendo quase parte da administração; Esta colocando a culpa na ENERGISA.O importante é que aos poucos ela vai desaparecer,pode apostar.

alfredo Loureiro disse...

Sr José.
Não estou culpando a Energisa,nem faço parte da administração.O fato é que a Figueira mutilada continua lá,apenas constatei que os fios de energia passam por ela,e que poderia ser uma poda para permitir a passagem da energia,sem risco,foi apenas uma interpretação,que pode ser certa ou errada.

Lúcio Matias Vicente disse...

Sr. Alfredo.
Bacana sua atitude em responder ao senhor José, no entanto corre uma informação que o senhor estaria fazendo sim parte da administração, inclusive disseram que seria candidato a vereador por Aracati. O que é verdade nesta história?

Alfredo Loureiro disse...

Sr Lucio Matias.
Não tenho nenhuma participação na atual administração,fazia parte do grupo do Sr Marco Antonio,mas por razões pessoais,achei melhor me afastar do mesmo,dedicando-me full time no desenvolvimento de uma queijaria,que produz laticinios em geral, sendo o carro chefe o Queijo Minas Frescal.
Com relação a ser candidato a vereador,não existe de minha parte a menor vontade,alias,não tenho Casa de Show,Caminhão para Mudança,não sou Paternalista,Clientelista ou Benfeitor,e não tenho nenhum programa de rádio,e o principal,não tenho voto.
Espero que o Sr considere estas informações verdadeiras.

adolfo vechi do vale disse...

pedi pra podar a paineira da Vila Tereza e não adiantou,arrancaram até a raíz essa semana,mas,deixaram a mesma na pracinha.é mole?

Joana Meireles disse...

OLÁ QUE BOM PERMANECER COM EST BLOG PARABÉNS