Receba atualizações por Email

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Sete em educação



Duas vezes por ano, os alunos do ensino médio da rede estadual são submetidos a um teste de avaliação. Como seus professores não recebem os gabaritos, têm de resolver cada questão para corrigir as de seus alunos.

Ao mesmo tempo em que vê como vão os alunos, a Secretaria de Estado da Educação fica sabendo como estão os professores. O Estado tinha, no ano passado, 157 mil professores, quase todos com curso superior.

O primeiro exame de 2010 trouxe uma surpresa, revelada agora por uma pesquisa da Universidade Federal de Juiz de Fora, coordenada por um professor que foi secretário ajunto de Educação do Estado. 

Nesse teste, os professores de física erraram 28% das questões que eles mesmos aplicaram a seus alunos. Os de português e geografia erraram 26% das questões. Esses índices foram considerados muito altos. 

Indicam que não basta que o professor tenha graduação superior e até título de mestre ou doutor. Para a secretaria, é preciso investir na qualificação, promovendo cursos de capacitação profissional.

Teoricamente, os professores deveriam estar preparados para acertar 100% das questões. Todavia, nas condições de infraestrutura do nosso ensino, mais de 70% de acerto pode talvez ser considerado um índice aceitável. 

Em todos os níveis, o governo vem fazendo um grande esforço para reduzir a defasagem do nosso ensino em relação a outros países que elegeram a educação como catapulta para o desenvolvimento econômico e social. 

Os progressos, nos últimos anos, são inquestionáveis. Mas muito ainda precisa ser feito. A questão da remuneração é crucial. Muitos docentes têm que se submeter a jornadas exaustivas para obterem um salário razoável. 

Os baixos salários têm também desestimulado a carreira docente. Há falta de professores de várias disciplinas. Acrescidas as dificuldades inerentes à profissão, muitos professores deixam de investir na própria carreira.

Publicado no Jornal OTEMPO em 15/11/2011

7 comentários:

Anônimo disse...

EMBORA FUJA UM POUCO DO CONTEXTO DA POSTAGEM, ACREDITO QUE ESTA NOTÍCIA SEJA IMPORTANTE PARA TODOS.


Copasa é condenada por fornecer água de má qualidade

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) garantiu judicialmente que a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) forneça água potável de ótima qualidade à população de Lagoa Santa. A decisão judicial, com antecipação de tutela, foi dada em uma Ação Civil Pública (ACP) proposta para sanar irregularidades na prestação do serviço, como constantes interrupções do abastecimento e o fornecimento de água sem condições para o consumo humano.

A Promotoria de Justiça reuniu informações sobre a ineficiência na prestação do abastecimento de água e expediu Recomendação à companhia com o objetivo de resolver os problemas, porém não obteve resposta. Dessa forma, ajuizou a ACP com relatos e documentos demonstrando que a água fornecida não tinha condições de ser usada para o consumo humano.

De acordo com a promotora de Justiça Janaini Keilly Brandão Silveira, a maior parte da população de Lagoa Santa prefere adquirir água mineral a consumir a água fornecida pela companhia. "Verifica-se que os consumidores estão pagando em duplicidade, visto que a água encanada fornecida pela Copasa deveria ser usada também para o consumo humano. Não o sendo, a companhia está descumprindo obrigação assumida, quando se dispôs a prestar o serviço público em questão."

A promotora de Justiça destaca que é corriqueiro o fato de os moradores não terem acesso à água encanada durante o dia. "O fornecimento do serviço, em grande parte das vezes, se dá somente na parte da noite, iniciando e encerrando no período compreendido entre meia-noite e seis horas da manhã. Entretanto, se propôs a prestar o serviço de abastecimento de água nesta cidade, a companhia assumiu ter condições para fazê-lo. E, tratando-se de serviço essencial, ela deve prestá-lo com excelência, sob pena de não poder cobrar pelo mesmo", defende.

Além de fornecer água potável de ótima qualidade, a Copasa foi condenada a apresentar relatório mensal da composição e qualidade da água de acordo com os critérios do Ministério da Saúde, inclusive quanto ao índice de calcário, com conclusão da adequação do consumo humano, no prazo máximo de 30 dias, sob pena de multa diária de R$ 20 mil.

A decisão também prevê a prestação ininterrupta do serviço de abastecimento de água potável a todos os consumidores de Lagoa Santa, no prazo máximo de 30 dias, sob pena de serem isentos do pagamento da conta de consumo de água do mês caso haja interrupção do serviço superior a 48 horas, bem como multa diária de R$ 20 mil.

Por fim, também foi determinado que a companhia tome conhecimento, no prazo de 30 dias, sobre a opção de o consumidor instalar o eliminador de ar no registro de água, sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil.

A decisão da juíza de Direito Sandra Sallete da Silva é do dia 26 de outubro de 2011. As informações são do site oficial do MPMG.


Vanderley - Granjaria

E AGORA JOSÉ disse...

Justiça determina que Copasa forneça água de qualidade em Lagoa Santa
Moradores reclamaram que a água chegava sem condições para o consumo humano



Luana Cruz -

Publicação: 18/11/2011 11:11 Atualização:

A Justiça determinou que Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) forneça água potável de qualidade à população de Lagoa Santa. A decisão judicial foi motivada por uma Ação Civil Pública (ACP) impetrada pelo Ministério Público de Minas Gerais para atender a demandas da população de regularização na prestação do serviço. Moradores relataram que aconteciam constantes interrupções do abastecimento. Além disso, relataram que a água chegava sem condições para o consumo humano.

O MPMG expediu primeiro uma recomendação à companhia com o objetivo de resolver os problemas, porém não obteve resposta. Dessa forma, ajuizou a ACP com relatos e documentos demonstrando que a água fornecida não tinha condições de ser usada para o consumo humano. Parte da população comprava água mineral porque a que chegava em casa era imprópria para uso. O MP entendeu que a companhia estava descumprindo obrigação assumida de prestar o serviço público.

A Justiça acatou pedido do MP. Além de fornecer água potável de ótima qualidade, a Copasa foi condenada a apresentar relatório mensal da composição e qualidade da água de acordo com os critérios do Ministério da Saúde. A decisão também prevê a prestação ininterrupta do serviço de abastecimento de água potável a todos os consumidores de Lagoa Santa, no prazo máximo de 30 dias, levando em conta as reclamações de falta de água. Por fim, foi determinado que a Copasa tome conhecimento, no prazo de 30 dias, sobre a opção de o consumidor instalar o eliminador de ar no registro de água, sob pena de multa diária no valor de R$ 20 mil.

Em nota, a Copasa informou que em Lagoa Santa “a água encontra-se dentro dos padrões de potabilidade estabelecidos pela Portaria 518 do Ministério da Saúde. É importante esclarecer, também, que para atender o aumento da demanda no Vetor Norte e garantir o abastecimento de água, com segurança operacional na região, a Copasa está implantando a Adutora de Integração que será responsável pelo abastecimento das cidades de Lagoa Santa, São José da Lapa, Vespasiano e Aeroporto de Confins, integrando estas cidades aos grandes Sistemas Produtores da RMBH”.

Jorge PT disse...

Oposição em CATAGUASES está em estado terminal, Cesinha e Dr Tarcísio já era (PERDEU), e o Parefeito William Lobo tambén está mau nafita!

Agora e o novo Vanderlei Pequeno para PREFEITO de CATAGUASES!!!

Anônimo disse...

Não vejo novidade alguma nessa notícia. Nosso governo, no geral, prefere construir presídios do que educar as crianças, com esse salário miserável pago aos professores, o que poderíamos esperar de nosso ensino?
A mesma coisa ocorre com a saúde, como um médico pode atender um paciente da maneira como precisa se recebe do governo uma miséria?
E ainda temos pessoas como esse coitado do Vamderlei Pequeno e outros falando maravilhas de nossos governantes e seus partidos. Tenham paciência, essas pessoas precisam aprender que um dia o povo deixará de ser analfabetos politicamente.

Anônimo disse...

Caro Jorge PT,

E com o vanderlei pequeno na fita, infelismente quem vai perder de novo é o sofrido povo de nossa cidade. O Cara não serve pra vereador, nunca administrou nada. Coitada de nossa cidade!!!

Anônimo disse...

Da maneira que o povo de nossa cidade é analfabeto politicamente, é bem provável que esse enganador possa ser eleito. O povinho que gosta de sofrer!!!!!!!!!!!!!!!
O que de bom esse cara já fez por nossa cidade a não ser tentar vetar o saneamento de nosso esgoto e implicar com o trem, só pq passa perto de sua casa?
Cataguases merece coisa melhor!!!

Eduardo Professor disse...

O melhor e sim Vanderlei Pequeno!!!