Receba atualizações por Email

sábado, 24 de dezembro de 2011

Crer no Papai Noel?


Por que somente crianças têm o direito de acreditar no Papai Noel?

Por que nos ensinaram, quando pequenos, a crer que na noite que simboliza a chegada na Terra do Prometido de Deus, o Bom Velhinho viajaria em seu trenó para distribuir presentes?
O tempo passou e, com ele, todos chegamos à adolescência e à juventude e, então, ganhamos uma nova visão do mundo, mas, mesmo assim, continuamos passando aos nossos filhos e netos, que Papai Noel existe.
Será mesmo que deixamos de acreditar no velhinho de barbas brancas e sempre sorridente?
Com certeza, no fundo de nosso ser, ainda temos muito de criança e podemos dividir com elas, nesta noite sagrada do Natal, a crença que Papai Noel virá.
Não aquela figura americanizada que nos leva ao consumo, mas uma figura imaginária de São Nicolau, que inspirou o surgimento do Papai Noel e que distribuía presentes às crianças, que doava alegria aos que estavam tristes, que invocava a fé, aos que a haviam perdido.
Podemos, perfeitamente, mesmo que adultos, acreditar num velhinho com o poder de chegar ao interior de nosso ser para a renovação de esperanças; para o aplacamento de nossas dores físicas e espirituais, e para oferecer paz aos que buscam-na. Um Papai Noel representado pela figura de Deus Menino que, num primeiro momento, sinalizou Sua chegada com o brilho de uma grande estrela e, em seguida, fez-se carne para, embora nascido na humildade de uma manjedoura, ser adorado como o verdadeiro Rei e, na compensação àqueles que Nele acreditam sem nunca O terem visto, distribuir graças.
Por que não podemos, nesta noite especial, despir-nos da responsabilidade de adultos e voltarmos a ser, interiormente, apenas crianças, que acreditam no milagre do Natal e Nesse Papai Noel enviado por Deus há mais de dois mil anos?
Nos ofereçamos como presentes a esperança e a possibilidade da renovação da fé num Deus que nunca nos abandonará; que será sempre um ombro amigo para quando necessitarmos derramar lágrimas, dentro da crença de que, quem chorar agarrado no Deus presente, será sempre consolado e, quem viver o Natal de amor, manterá no peito, esse sentimento, por todo o novo ano que está por chegar.
Essa a mensagem que levamos aos leitores, no desejo que o Deus Menino derrame suas bençãos, garantindo um Feliz Natal.
Por Moacir Rodrigues

Nenhum comentário: