Receba atualizações por Email

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Imagem empresarial

Nas redes sociais, o impacto causado pela 
imagem que uma empresa reflete aos clientes é 
crescente e imediato

Andréa de Carvalho Pereira* – CRA/RS 20927
A possibilidade de promoção das empresas não se restringe há muito tempo ao lugar onde estão instaladas, porém asredes sociais possibilitaram que o alcance seja praticamente “ilimitado”. A ampliação do campo de alcance obriga a um aumento da responsabilidade dentro e fora da empresa, afinal qualquer atitude positiva ou negativa tem um impacto muito maior.

A determinação e capacidade de impor ideias que favoreçam a imagem da empresa fazem parte do processo de implantação de novos conceitos, de conquista dos clientes, fazer com que a organização gere novas perspectivas, ou seja, proporcione o “oxigênio” necessário para enfrentar a acirrada concorrência, deve constituir numa prática diária.

Os erros acabam aparecendo mais cedo ou mais tarde, estar preparado para superar rapidamente é imprescindível, antes qualquer fator ficava restrito ao perímetro em que ocorria, a realidade não é mais essa, então é preciso um grau de resposta imediato. Figueiredo (2010) nos coloca que:

"O conceito de Imagem empresarial é um importante elemento no dia a dia de qualquer empresa estando relacionado com todas as suas áreas de atuação. Este conceito pode ser entendido como o conjunto de ideias e valores transmitidos por uma empresa através de diversos meios, com a intenção de criar uma 'personalidade' própria a si associada. A definição de uma determinada imagem empresarial serve igualmente para estabelecer modos de atuação que diferenciem uma empresa das suas concorrentes."
A empresa reflete a imagem apresentada aos clientes, se for positiva, agora não se depende só do “boca a boca”, existem as redes sociais, nas quais o impacto é crescente e imediato, e esse fator serve para qualquer fator negativo também.

Apesar de essa realidade ser pública e notória, ainda existe o fato de algumas empresas ignorarem a força da opinião sobre elas, o que pode causar excesso de segurança, e esse tipo de comportamento não é um fator positivo no mercado, acaba gerando uma falsa confiança, e dificultando a gestão.

Evidente ser positivo, quando a empresa dispõe-se levantar novas alternativas para aumentar a produtividade e qualidade dos produtos e serviços prestados, porém também é importante analisar que nem tudo que é aplicado no mercado pelos concorrentes poderá se encaixar na realidade da empresa, e que qualquer erro pode colocar anos de uma boa reputação a perder. Todo excesso é prejudicial, desgasta o cliente interno, e consequentemente se refletirá no grau de satisfação do cliente externo.

O futuro das organizações - e nações - dependerá cada vez mais de sua capacidade de aprender coletivamente”.
-Peter Senge
  *Administradora e consultora
e-mail: conscienciaempresarial@yahoo.com.br

Nenhum comentário: