Receba atualizações por Email

sábado, 23 de junho de 2012

Como transformar sonhos em realidade


Soeli de Oliveira*

Uma das grandes diferenças entre os seres humanos e os animais é que nascemos com capacidades muito além do que precisamos para sobreviver. Somos todos superdotados, porém, nossas capacidades cerebrais são subutilizadas muitas vezes. O seu inconsciente não é nenhum bobo. Se você sonhou com algo, é porque já tem o poder de realizar este sonho. A propósito, você está satisfeito com o que está conseguindo?  Já aprendeu a transformar os seus sonhos em realidade? A diferença entre sonho e desejo é que desejos têm o poder de mobilizar o inconsciente e gerar ação. Se o seu subconsciente estiver impregnado por um forte desejo, saia da frente, porque ele vai fazer acontecer.
Qual é a chance de você realizar um sonho por distração? Coisas importantes não devem ser feitas ao acaso e sim com planejamento. Quando se trata de obter resultados, a estratégia é mais importante do que o trabalho. Vivemos numa época em que a máxima é fazer mais com menos. Existe a consciência de que é com planejamento que se maximizam os recursos.
Nada acontece por acaso. A parte mais difícil para subir numa montanha é o começo, porque é quando a montanha está maior. Dê o primeiro passo. Saia da zona do conforto. O universo conspira a seu favor, desde que você aja. Não há lugar mais inseguro do que o lugar que você se acha seguro. Arrisque mais! Faça algo novo! Olhe para frente com coragem e ousadia. O único lugar que tem menos risco é no túmulo, e este é o lugar que, com certeza, você não tem pressa de chegar.
Mantenha crenças positivas e fortalecedoras. Assuma a direção da sua vida. Mude o que estiver ao seu alcance. Jamais coloque nos outros a culpa pelos fracassos e derrotas. Também não reclame. Por que reclamar dos desafios da montanha, se somos nós os montanhistas que escolhemos a montanha para subir?  Procure ser feliz e fazer os outros felizes. Um bom começo para isso é seguir a regra: “não condene, não critique e não se queixe”. Afinal, na vida não existem fatos negativos, nem positivos. Fatos sempre são neutros. As nossas reações e julgamentos são frutos de nossas crenças; e crenças só se justificam quando são fortalecedoras.
Mude e aprenda rapidamente. Você não está apto a trabalhar na onda do conhecimento (era da informação), com as habilidades adquiridas para sobrevivência na terceira onda (era industrial). É preciso permanecer fiel ao contrato de adesão, que assinamos antes de nascer, cujas clausulas são: 1º Um dia iremos morrer, 2º Temos que mudar, 3º Temos que aprender.
Saiba aonde quer chegar. Defina a situação presente versus a situação desejada. Gere uma tensão. Uma dissonância cognitiva no seu cérebro. Quando instigado pela tensão, esta buscará uma solução e esta nos possibilitará evoluir. Lembre-se que um problema bem definido é um problema meio resolvido. Cuide para que os seus objetivos sejam: 1º Positivos, defina o que você quer, não o que você não quer; 2º Específicos, ponha um prazo, defina uma data limite, “Até quando?”; 3º Relevantes, importantes para você, “Que condições positivas elas vão gerar?”; 4º Verificáveis, mensuráveis, sensoriais, “Como você vai saber que atingiu o objetivo?” ; 5º Ecológicos, não prejudiquem ninguém, incluindo a natureza; 6º mobilizadores internos. O resultado depende exclusivamente de você. Afinal, se não fosse para você atingir o seu sonho, então porque você foi dotado com a capacidade de sonhar?


*Consultora e palestrante do Instituto Tecnológico de Negócios, nas áreas de marketing, varejo, atendimento e motivação.

Nenhum comentário: