Receba atualizações por Email

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

A ELEIÇÃO PARA A PRESIDENCIA DO SENADO FEDERAL

Renan Calheiros - Foto Expresso PB

Há uma década, o na época deputado Lula saia com esta afirmação Luís Inácio disse, Luís Inácio falou, são 300 picaretas, com anel de doutor. Reconheçamos o que mudou neste período? Absolutamente nada, e se mudou, foi para pior.
A eleição, do Sr Renan Calheiros com total aprovação do palácio do planalto, mostra claramente, que definitivamente o partido dos trabalhadores, se afastou das convicções da sua fundação, em nome de uma governabilidade questionada, aliou-se ao que de mais lamentável, existe na politica brasileira que é o PMDB, eu não teria duvidas em afirmar, que não se trata de um partido, mas sim de uma quadrilha.
O apoio dos Petistas e Lulopetistas, ao venerável Renan, dão-se pelo fato de que hoje o PT, pratica as mesmas formas politicas do seu sócio majoritário, que é esta nodoa chamada PMDB, é hipocrisia, querer neste momento separar o joio do trigo, pois são iguais, vêm agora os deputados condenados pelo STF apoiar a eleição do Senado, isso só mostra que: Aves de mesma plumagem voam juntas. O nível da politica nacional chegou ao fundo do poço, o pensamento politico do eu posso tudo tem que ACABAR, há que se dar um BASTA na ESBÓRNIA que esta se transformando o BRASIL.
O P T tem que reconhecer e rápido, que o partido de suas origens já não existe mais, a começar pela sua estrela maior, em minha maneira de ver as coisas, o principal responsável, pela lamentável situação politica que estamos experimentando, pois foi o mentor real dos conchavos políticos e financeiros, vulgarmente chamado de mensalão, um cidadão, que mente descaradamente, como um demente, urge que uma nova ordem politica, seja colocada em vigor no Brasil. Temos que reagir a altura a esses picaretas como disse Luís Inácio, usando todos os meios disponíveis para transformar a vida destes Coronéis do atraso em um inferno.
As sociedades civis, eclesiásticas, militares, enfim todos, temos que nos irmanar, para defender o Brasil, fazendo com que métodos e procedimentos retomem seu curso correto.

Alfredo Loureiro*

*Engenheiro Químico, Empresário e Escritor

Nenhum comentário: